vem aí o doc em som do pedras 15

fico maravilhada ao reouvir os trechos que fomos gravando ao longo do festival! como as atmosferas mudam de lugar para lugar, como se sente se estás no largo de são domingos ou na mouraria ou na calçada de santana ou… como se pode ver e cheirar ouvindo. talvez seja benvindo, para variar, um ouvido disponível que possa não se apressar na identificação, uma forma de estar que abandone a pressa e planificação dos google maps. imagino que o que oiço não seja o que tu ouves, como sempre, mas sinto que algo atravessa pelas ondas sonoras que nos toca sinceramente, o que quer que sincero queira dizer para cada umaum de nós.

como se ao ouvir um determinado som tu pudesses abrir a sensação para uma sinfonia não evidente que aquele momento traz. algo que não se fixa por já teres ouvido, algo que permanece vibrante enquanto te dispões a reouvir. uma outra cidade, outras pessoas e outros lugares, que sendo os mesmos se espreguiçam para lá das nossas legendas ready made.tasca isabelinha foto alvaro

talvez o ouvir nos possa ensinar algo sobre o tal olhar aptico, um olhar que não se cinge ao que fomos considerando que ver poderia ser…não é ouvir em vez de ver, talvez seja ouvir vendo.

sofia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: